Atualização: 20 de outubro, 15:25 h

Por conta do tempo chuvoso e do fortes ventos, o evento será no vão da Biblioteca da Ufba, em Ondina (local próximo a ocupação). Os acampados estarão concentrados na praça de Ondina até as 16 h e sairão para a Biblioteca da UFBA as 16:15 h. O evento será iniciado as 16:30 horas.

Nesta quinta-feira, dia 20 de outubro, acontecerá, às 16 horas, no acampamento Ocupa salvador o Diálogo Público com Michael Burawoy, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, pesquisador de temas ligados à precarização do trabalho e movimentos sociais,  e Ruy Braga (USP) especialista em Sociologia do trabalho apresentará a sociologia pública no contexto da sociologia e das lutas sociais no Brasil.

As falas de Michael Burawoy contará com tradução simultânea do Professor Felippe Ramos, da INULAT – Iniciativa Ufba-Latina.

O Diálogo será transmitido AO VIVO pela internet – o link será divulgado amanhã aqui no blogue e nas nossas redes: twitter e facebook.

Trata-se um evento livre e viabilizado colaborativamente! Divulgue e participe!

O Diálogo será no local da ocupação, em praça pública – na praça nova de Ondina (na orla, entre o local das esculturas das gordinhas e o Othon).

Saiba mais sobre os pesquisadores:

Michael Burawoy é professor do Departamento de Sociologia da Universidade da Califórnia, Berkeley, conhecido como um etnossociólogo do trabalho. Em 2004 foi eleito presidente da American Sociological Association (ASA). Entre 2006 a 2010 foi vice-presidente para o Comitê das Associações Nacionais da International Sociological Association (ISA). E atualmente é presidente da International Sociological Association (ISA). Michael Burawoy possui várias publicações, dentre elas o livro “Por uma Sociologia Pública” escrito com Ruy Braga, Professor e Vice-Chefe do departamento de sociologia da Universidade de São Paulo, Diretor do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (Cenedic), secretário de redação da revista Outubro e organizador juntamente com o prof. Marco Aurélio Santana o dossiê Sociologia Pública do Caderno CRH n. 56. Principal expoente na defesa da Sociologia Pública, Burawoy defende a ideia de uma “prática sociológica” engajada com diferentes públicos extra-acadêmicos, que consiga conjugar o rigor de uma sociologia profissional com a intervenção no espaço publico.

Ruy Braga tem sido o defensor e difusor da proposta de uma sociologia pública no Brasil. Em seus textos tem discutido como se processa a trajetória da sociologia do trabalho brasileira, identificando as diferentes fases e campos do conhecimento sociológico (o profissional, o crítico, o público e o para políticas públicas) pelos quais foi marcada. Reflete assim sobre o lugar da sociologia pública no contexto da sociologia e das lutas sociais no Brasil, ontem e hoje.

Anúncios